Território Livre

Dentro da 1ª Bienal do Livro Amazonas, o Território Livre tornou-se um espaço onde foi promovido o intercâmbio de ideias e experiências entre o público jovem e os escritores e demais personalidades convidadas.

Foram 12 sessões que debateram temas como Droga e Violência, Bullying, Sustentabilidade, Eleições e Ficha Limpa, Redes Sociais, Copa do Mundo, Homossexualidade e a Cultura Indígena.

A gaúcha Suzana Vargas foi a curadora do Território Livre. Poeta, autora de livros infantis, ensaísta, produtora cultural e professora de literatura, sua função foi é criar e supervisionar a concepção desta atividade.

Atualmente, Suzana Vargas está à frente da Estação das Letras – espaço que há mais de 15 anos oferece cursos que abrangem o universo da escrita e do programa de televisão “Livros na Mesa” (Canal 06 – TV Comunitária), onde produz e entrevista autores e destaques da literatura brasileira